07/01/2013

O que dizer de mim

Uma vez alguém me pediu para eu me descrever
Então pensei, pensei e não sabia o que dizer
Poderia dizer que sou um sonhador
Em meio a tantos problemas, mais não...
Eu não poderia ser apenas isso.

Eu era mais, eu era  um batalhador
Que corria atrás dos meu sonhos
Mais ai eu pensei em tantas coisas
Que eu abandonei por medo,ou insegurança
E vi que eu também não era nada disso.

Então pensei mais um pouco
E comecei a achar que eu era um perdedor
Pois já perdi tanta coisa, que nem sei mais
O que ainda tenho...
Mais pensei ainda mais e vi que não.

Então eu era um pecador
Já duvidei de Deus, fiz coisas erradas
Mais lembre-me que já fiz o bem muitas vezes
E que tinha fé mesmo em silêncio...

Então cheguei a conclusão que sou tudo isso
Tenho um pouco de cada, sonho batalho
As vezes perdo, as vezes peco...
Mais sempre recomeço porque
sou um ser humano em evolução.
Rodrigo Atitude.

Um comentário:

  1. Muito bom! Todos os seus poemas são realmente maravilhosos! (Mas...Assim, O verbo perder no presente do indicativo é "Perco" e não "Perdo". Você escreveu: "As vezes perdo".
    O correto seria "As vezes PERCO". #FicaaDica)

    ResponderExcluir